O seu nome é Boriska ele é um garoto russo que afirma ter vivido em Marte e está encarnado atualmente na Terra. Apesar de parecer algo fora da realidade, temos que avaliar alguns fatos para podermos chegar a alguma conclusão. O garoto nasceu na cidade russa de Volzhskii, em um hospital público de um subúrbio, no dia 11 de Janeiro de 1996. Sua mãe é dermatologista e trabalha em uma clínica pública. Seu pai é funcionário publico aposentado.
A mãe de Boriska relata que seu parto foi muito rápido, e que praticamente não sentiu dores. Ela diz que 15 dias após Boriska nascer, Boriska já podia manter a cabeça ereta. Aos 4 meses, ele pronunciou a primeira palavra: baba (papai). Com 7 meses ele conseguiu formar sua primeira frase: “eu quero um prego”, após ver um prego encravado na parede. Com um ano e cinco meses, o bebê já conseguia ler jornais, e com dois anos começou a pintar.
Nessa época, os pais levaram o menino em um centro de puericultura, e os professores ficaram impressionados com a capacidade intelectual do menino, que com pouco mais de dois anos já falava em sistemas planetários, vida fora da Terra, coisas sobre astronomia, algo praticamente inconcebível para uma criança de dois anos.
Quando já era criança, Boriska dizia que em uma encarnação anterior ele teria habitado o planeta Marte. Uma catástrofe teria destruído sua atmosfera, e hoje ainda restam alguns seres que vivem em cidades subterrâneas do planeta vermelho e a taxa de natalidade no planeta vem aumentado a cada ano. O garoto disse ainda que quando viveu em Marte teria vindo muitas vezes a Terra, no tempo dos lemurianos, e que o continente de Lemúria teria sido destruída por uma catástrofe, sendo engolida pelo mar. Algumas missões que foram a Marte e fracassaram, segundo Boriska, foi devido a transmissão de sinais para destruir essas sondas, já que elas possuem radiação maléfica ao planeta.
O garoto inclusive fez algumas previsões, dizendo que será descoberta uma outra esfinge, e que lá se encontra um novo conhecimento, que segundo ele deve mudar muitas coisas na Terra. Segundo Boriska, a Esfinge possui um mecanismo atrás da orelha, que a faz abrir.

Loading...