Na Índia, as mulheres utilizam um pequeno bastão ou férula de madeira para tirar a sujeira da roupa nas lavanderias tradicionais. Estes cacetes de pau agora passarão a ter uma nova utilidade para 700 mulheres recém casadas: golpear àqueles maridos que chegam bêbados em casa. O governo diz que é para prevenir a violência. Ocorreu no sábado passado. O ministro Gopal Bhargava repartiu estes utensílios básicos no dia a dia da Índia durante um casamento em massa organizado pelo governo de Madia Pradexe.

Para diferenciar dos bastões ordinários, o governo repartiu à cada uma das mulheres o “amansa-bêbado” enfeitado com mensagens que diziam “para bater nos bebuns” ou “a polícia não intervirá”.
Com essa insólita solução o governo estimula as mulheres a usar a madeira como arma se seus maridos chegarem bêbados ou abusarem delas. Cada um destes pequenos bastões mede aproximadamente meio metro e segundo o ministro servirão para prevenir situações muito piores. Segundo Bhargava: “As mulheres devem argumentar com seus maridos primeiro e utilizar os cacetes só se estes se negarem a escutar. Este presente simbólico trata de chamar a atenção sobre a situação das mulheres rurais que enfrentam o abuso doméstico de seus maridos alcoólatras.”

Segundo levantamento, a maioria dos casos de violência doméstica na Índia acontece devido a ingestão de bebida alcoólica:

Ademais, suas economias acabam sendo gastas em licor. Não há intenção de provocar as mulheres ou instigá-las à violência, mas o bastão é para prevenir a violência.”
Por esta razão o ministro ordenou a distribuição de quase 10.000 batedores a mulheres recém casadas. Desta forma (surpreendente) Madia Pradexe soma-se a outros muitos estados indianos que lançaram uma campanha contra as bebidas alcoólicas nos últimos anos, seja proibindo ou restringindo sua venda em uma tentativa de frear a violência alimentada pelo álcool.

Loading...