Abushe, um garoto de apenas 8 anos do sul da Etiópia, sofre da síndrome de Waardenburgh, que entre alguns sintomas e alterações também muda a pigmentação dos olhos para torná-los ímpares (heterocromia) ou fazê-los parecer com um azul brilhante.
A síndrome de Waardenburgh tem característica autossômica dominante, é a culpada por 1% a 7% dos casos de deficiência auditiva infantil. Outras de suas características, não concomitantes entre si, podem ser a mecha branca na parte da frente do cabelo, deslocamento lateral do canto medial dos olhos, heterocromia, proeminência maxilar e fissuras palatais, mas abushe adquiriu apenas os olhos de cor azul profundo.
Ele vive com sua avó em uma cabana de taipa de mão, pois seus pais não ganham o suficiente para pagar diariamente a passagem de ônibus necessária para enviá-lo para a escola. Felizmente, sua avó vive mais perto.

Fotos: Reproduções/Internethaber